Disputas entre aliados nos estados expõem racha na base de Bolsonaro

Ainda sem definir por qual legenda disputará a reeleição, o presidente Jair Bolsonaro vem assistindo a uma fragmentação de sua base na construção de palanques locais. Em pelo menos 16 estados e no Distrito Federal, aliados do Palácio do Planalto em diferentes partidos disputam a preferência pelo apoio do presidente para disputar governo ou Senado. Metade desses estados já registraram desentendimentos ou ataques mútuos entre pré-candidatos no campo do bolsonarismo. A reportagem é do jornal “O Globo”.
No Rio, por exemplo, parlamentares bolsonaristas passaram a atuar por uma candidatura do vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) ao governo, após criticarem publicamente a divisão de espaços no secretariado do governador Cláudio Castro (PL), que também busca o apoio do presidente para concorrer à reeleição. A divisão se estende ao campo evangélico fluminense. O ex-prefeito do Rio Marcelo Crivella (Republicanos), ligado à Igreja Universal, fez um aceno em agosto a Mourão ao participar de uma reunião entre bolsonaristas e o vice-presidente, que cogita também concorrer por Rio Grande do Sul ou Amazonas. Castro, por sua vez, é apoiado pelo DEM, do deputado federal Sóstenes Cavalcante, aliado do pastor Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo. Leia mais.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário