Após fortes quedas, bancos centrais e JPMorgan alertam para colapso de criptomoedas

Com a cotação do bitcoin caindo cerca de 10% entre a última segunda-feira (6) e a sexta-feira (10), e moedas como o ethereum, cardano, BNB, XRP e dogecoin registrando quedas ainda mais acentuadas, bancos centrais e JPMorgan alertam para colapso das moedas digitais.
De acordo com a revista Forbes, o movimento aconteceu mesmo depois que El Salvador adotou o bitcoin como moeda corrente e após o banco britânico Standard Chartered prever que o preço dele e do ethereum, por exemplo, poderia explodir.
Por conta disso, segundo a revista, dois importantes bancos centrais começaram a alertar que o bitcoin e outras criptomoedas correm o risco de entrar em colapso e não são “uma boa reserva de valor”.
“Moedas privadas geralmente entram em colapso mais cedo ou mais tarde”, disse o presidente do Banco Central da Suécia, Stefan Ingves, em uma conferência bancária em Estocolmo, transmitida pela emissora norte-americana Bloomberg. “E, claro, você pode ficar rico negociando bitcoin, mas é como comprar e vender selos.”
Já o presidente do Banco Central do México, Alejandro Diaz de Leon, disse que o bitcoin é mais um meio de troca do que uma moeda fiduciária “evoluída”, chamando-o de um investimento de alto risco e uma reserva de valor pobre devido às oscilações violentas dos preços.
Ainda de acordo com a Forbes, o bitcoin teve alta no preço em 350% nos últimos 12 meses, mas é preciso “nervos de aço” para investir na criptomoeda – só na terça-feira (7), a moeda caiu quase 20% antes de se recuperar.
No entanto, o mercado de criptomoedas como um todo cresceu cerca de 170% desde janeiro, com grande parte da alta puxada por ethereum, cardano, solana, BNB, XRP e dogecoin.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário