TERMINAL PORTUÁRIO DE SALVADOR É LEILOADO POR R$ 32 MILHÕES

Porto de Salvador foi leiloado por R$ 32 milhões|| Foto Tadeu Miranda

O Governo Federal leiloou, na sexta-feira (13), os terminais portuários de Salvador, Fortaleza e Santana (AP). Com oferta de R$ 32 milhões, a empresa Intermarítima Portos e Logística venceu o leilão para administrar o terminal na capital baiana. A previsão é que os contratos sejam assinados no quarto trimestre deste ano.
O terminal de Salvador terá um contrato de concessão de 10 anos com investimento de R$ 17,73 milhões. Do total produzido pelo estado da Bahia com destino à exportação, 65% dos volumes são enviados via Complexo Portuário de Salvador e Aratu-Candeias. A Bahia tem um forte perfil industrial, principalmente em função do Polo Petroquímico de Camaçari.

FORTALEZA E SANTANA

A área em Mucuripe, em Fortaleza, terá a administração concedida por 25 anos. Neste terminal, os desembarques de trigo respondem por 70,4% das operações granéis sólidos, equivalendo a 963.752 toneladas (dados de 2013), importado principalmente dos Estados Unidos, Argentina e Uruguai. A empresa Tergran Terminas arrematou o terminal por R$ 1 milhão.
O terminal no Porto de Santana terá um contrato de concessão de 25 anos. Com uma movimentação de 4,3 milhões de toneladas/ano, principalmente de farelo de soja, que representa 11% do perfil “granel sólido vegetal” do porto, o terminal tem destacada importância na balança comercial brasileira. O terminal foi arrematado por R$ 5,8 milhões pela Caramuru Alimentos.
De acordo com Ministério da Infraestrutura, o leilão dos três terminais permitirá a modernização, o aumento da capacidade de operação e gerar empregos e renda. Em Santana, estima-se 628 empregos gerados entre diretos, indiretos e efeito-renda, enquanto Mucuripe deve gerar 720 novas vagas. Já na área do porto da capital baiana devem ser criados 444 postos. Os três terminais devem receber R$ 106 milhões em investimentos privados.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário