Presidente do PTB baiano afirma que prisão de Roberto Jefferson é um atentado à democracia

O presidente do PTB Bahia, Gean Prates, em nota enviada à imprensa nesta sexta-feira (13), se manifestou sobre a prisão do presidente nacional do PTB Roberto Jefferson. Segundo ele, a prisão de Jefferson é um atentado à democracia imposta pelo Superior Tribunal Federal.
“A prisão do presidente nacional do PTB Roberto Jefferson é um atentado ao Estado Democrático de Direito. Todas as nações que experimentaram esse grau de arbitrariedade sucumbiram à barbárie. Nós representamos, enquanto partido, um viés político onde o respeito à dignidade humana aos princípios morais conservadores é a palavra de ordem”, disse o presidente estadual.
Para Gean “a prisão do presidente Roberto é uma ruptura democrática e também é um verniz de ilegitimidade que vivemos, quando nos submetemos aos atos imperativos de uma Corte Constitucional que tem governado os destinos do país”.
Ele ainda acrescentou que Roberto Jefferson é “o maior apoiador do governo do presidente Jair Bolsonaro, e ele foi preso devido ao seu posicionamento político e a sua defesa ao governo íntegro e honrado de Jair Bolsonaro”.
A nota ainda faz duras críticas ao PT e acrescenta que o partido não aceitará imposições. “Chegamos ao limite do tolerável. Agora só nos restam as ruas. O povo precisa se mobilizar. O que está em jogo é o futuro de uma nação. Nós não podemos sucumbir esta barbárie e abuso de autoridade. O STF está carcomido por toda sorte de vícios e tem conduzido o Brasil ao colapso. Nós somos um país rico, que não passou fome na pandemia devido ao auxílio emergencial do governo. Se fosse pelo governo petista, que é veementemente defendido pelo STF, o povo teria consumindo à fome. Este é o nosso posicionamento. Não iremos nos calar, vamos defender com honradez e solidez moral o nosso posicionamento. Não aceitaremos mordaça imposta pelo poder togado”, pontuou.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário