Brasil-Argentina em São Paulo poderá receber até 12.000 torcedores

Messi e Neymar, que disputaram a final da Copa América no Maracanã em julho, deverão se enfrentar diante de 12 mil torcedores no estádio Neo Química Arena, em São Paulo

O clássico sul-americano Brasil-Argentina pelas eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar-2022, marcado para 5 de setembro em São Paulo, poderá ter até 12 mil torcedores, informaram fontes oficiais nesta terça-feira.
A partida que poderá ter frente a frente Lionel Messi e Neymar, agora parceiros no PSG, será um “evento-teste” no caminho para a realização de outros na metrópole latino-americana após a queda do número de infecções e mortes por covid-19 e a antecipação da vacinação, indicou o secretário estadual de Esportes em um comunicado.
“Será autorizada apenas a presença de torcedores que apresentarem teste negativo realizado em até 48 horas antes do evento. Após a partida, todo o público presente será testado e acompanhado por 15 dias”, acrescentou.
O clássico sul-americano, o primeiro após a vitória da Argentina sobre o Brasil na final da Copa América, no Maracanã, em julho, será a primeira partida de futebol em São Paulo a ser disputada com a presença do público após um ano e meio de proibição.
Com mais de 931.000 infecções e mais de 36.770 mortes pelo novo coronavírus, São Paulo, com 12 milhões de habitantes, é a cidade brasileira mais afetada pela pandemia em números absolutos.
A partida deve ser realizada no estádio Neo Química Arena, ex-Arena Corinthians, com capacidade para 48.234 espectadores, três dias após o jogo contra o Chile e quatro dias antes de receber o Peru, em Recife.
O governo pretende autorizar o retorno gradativo dos torcedores às arquibancadas a partir do dia 1º de novembro, assim como a realização do Grande Prêmio de Fórmula 1 de Interlagos, que acontece entre os dias 5 e 7 de novembro, com lotação total (cerca de 60 mil participantes).
Líder isolado das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo com seis vitórias em seis jogos, o Brasil receberá a Argentina de Messi, que é vice-líder com doze pontos.
Sobre a rodada tripla, ficou uma dúvida porque, segundo versões jornalísticas na Inglaterra, os clubes daquele país se opunham a emprestar os jogadores às suas seleções, já que na volta eles deveriam cumprir vários dias de quarentena, o que os impediria de disputar alguns jogos da Premier League.

About Bahia Extra

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comments:

Postar um comentário