Baianos criam novo dispositivo para testagem rápida de teor alcoólico


Um novo dispositivo de testagem rápida para medição de teor alcoólico na saliva foi desenvolvido por estudantes de biotecnologia, da Universidade Federal da Bahia (Ufba), em Vitória da Conquista. A invenção consiste em um equipamento pessoal que pode ser carregado facilmente para qualquer lugar, como um chaveiro.
À frente do projeto, Natália Aboboreira explica que para utilizar o protótipo basta levar a extremidade da fita até a boca, durante 5 segundos, para, em seguida, colocar a fita na ampola com a solução reagente e aguardar por até 2 minutos. Os resultados são exibidos pela mudança de cor do reagente colorimétrico, consequência da reação realizada.
Natália conta que a ideia de desenvolver o projeto surgiu através do Desafio de Inovação Aberta da Ambev, do qual participou junto aos colegas Natália Padre e Nilton Lima. “Enxergamos o desafio como uma oportunidade, visto que temos afinidade com os temas empreendedorismo e inovação, além das partes mais técnicas como o processo de fermentação e a fabricação de bebidas alcóolicas. Além do prazer em estudar, a ocasião ofertava vislumbrar soluções para um problema que tínhamos interesse em resolver”, declarou.
Para a estudante, o produto surge como uma ferramenta que vem para estimular o uso moderado e consciente de álcool, além de ser uma solução mais viável em comparação aos dispositivos similares que já existem no mercado.
“O preço é menor, em relação às atuais alternativas, e até mais higiênico. Outro benefício é a capacidade de reutilização e a facilidade de interpretação de resultado, que acompanha um manual de instruções. A proposta é ser de uso pessoal, sendo possível mensurar o estado de embriaguez utilizando a dosagem de álcool na saliva, pois a quantidade da substância no sangue e na saliva estão correlacionadas”.
O anseio do grupo em levar o projeto para frente vem também da vontade de estimular o uso consciente como forma de diminuir possíveis acidentes de trânsito e problemas de saúde, principalmente para o público mais jovem. Em fase de prototipação e testes em laboratório, o equipamento vem para funcionar de maneira rápida e prática, definindo o nível de álcool no sangue dos indivíduos testados.
Além disso, o protótipo tem impacto direto na produtividade e saúde coletiva, ao contribuir para a redução de acidentes e efeitos nocivos causados pelo uso exacerbado do álcool. “O dispositivo visa alcançar o consumo moderado e ter efeito na mudança de comportamento dos seus usuários, de forma que o álcool seja relacionado a situações de diversão e descontração, e não de descontrole e perigo”, finalizou Natália.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário