MPF abre inquérito sobre prioridade na vacinação de militares e membros da Abin


O Ministério Público Federal (MPF) abriu um inquérito para investigar a vacinação de servidores das Forças Armadas e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) contra a Covid-19 em Brasília.
As informações são do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. Segundo a publicação, a procuradora Ana Carolina Roman questionou o motivo de militares terem sido considerados como grupo prioritário durante reunião com integrantes do Ministério da Saúde.
Responderam à procuradora que as forças são consideradas serviço essencial para “manutenção da ordem”. O direito à vacinação foi dado, inclusive, aos que não estão atuando na linha de frente do combate à pandemia.
Já quanto à imunização de 130 servidores da Abin, em abril deste ano, o governo do Distrito Federal disse ao órgão que eles foram contemplados pelo “critério de exposição de risco epidemiológico decorrente do trabalho por parte desses servidores”.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário