JOVENS ATLETAS FAZEM DOAÇÃO AO BANCO DE SANGUE DE ITABUNA


Wanda Mendes foi um dos doadores da iniciativa solidária || Foto Lucas França/SCMI

O Banco de Sangue da Santa Casa de Itabuna convive com níveis críticos de bolsas para atender moradores de mais de 120 municípios. Para amenizar o sofrimento de quem precisa dessas doações, jovens, alunos do projeto Bom de Bola, Bom na Escola, estiveram na unidade na última sexta-feira (9).
O estudante João Ricardo Dantas Reis, de 18 anos, que doou sangue pela primeira vez, falou sobre a importância do gesto. “É uma experiência incomparável. Fico feliz por saber que minha doação poderá salvar muitas vidas. Que sirva de estímulo para outros jovens doarem sangue também”.
Wadan Mendes, de 21 anos, também faz parte do projeto itabunense de futebol. Morador de Olivença, bairro de Ilhéus, conta que, no Bom de Bola, Bom na Escola, há muitos doadores frequentes. “Para nós, doar sangue é doar vida, além de ser uma demonstração de amor ao próximo”.

FORTALECIMENTO

Silvano Ribeiro Reis, líder do grupo, destacou que a ação integra o processo de fortalecimento da cidadania dos participantes do projeto. “Entendemos as dificuldades de manter os estoques de sangue. Por isso, estamos mobilizados a ajudar. Nas próximas semanas traremos outros grupos”.
Desde 2014, o projeto reúne jovens de comunidades carentes dos bairros Maria Pinheiro, Vila Anália, Sarinha, São Caetano, Ferradas, Nova Ferradas, Maria Matos (Rua de Palha) e Jorge Amado. Segundo Silvano, “a iniciativa visa fazer do esporte e a educação ferramentas para a inclusão social”.
Durante a pandemia do novo coronavírus, houve queda de mais de 50% no número de doações. Antes, eram coletadas, em média, 1.200 bolsas mensais, e hoje não passam de 600. Cada bolsa de sangue pode ajudar até quatro pessoas.

REQUISITOS PARA DOAR

Os requisitos para ser um doador de sangue são: estar bem de saúde e ter entre 18 e 69 anos, não estar em jejum, ter dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas e pesar mais de 50kg.
Quem quiser colaborar pode dirigir-se ao Banco de Sangue, que funciona no anexo do Hospital Calixto Midlej Filho (HCMF), na Rua Antônio Muniz, no Pontalzinho.
A unidade funciona de segunda a sexta-feira, das 7 às 17h e, aos sábados, das 7 às 12h. A doação também pode ser antecedida por agendamento. O telefone para contato é (73) 3214-9126.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário