Itabuna: Encontro sobre volta as aulas da rede particular discute medidas para retorno gradual

O prefeito de Itabuna, Augusto Castro (PSD), participou de reunião na manhã desta quarta-feira, dia 7, com as secretárias municipais de Saúde e de Educação e representantes da rede particular de ensino para avaliar o retorno gradual das aulas presenciais. O evento, que aconteceu no Teatro Candinha Dórea, discutiu as principais demandas da Educação com relação aos protocolos de segurança contra a Covid-19.
No encontro, os representantes das escolas propuseram que nesse momento não só as brinquedotecas, mas também crianças em fase de alfabetização possam retornar às aulas presenciais. Nesse sentido, a secretária de Educação, Janaína Araújo, destacou que é preciso avaliar essa possibilidade, mediante a limitação de alunos por sala, conforme orientações da Vigilância Sanitária. Para isso, será necessário rever questões como a infraestrutura das escolas.
A secretária também acrescentou que, além da adequação das salas de aula, outro grande fator que deve ser levado em consideração é a vacinação. “O Sindicato dos Professores da Rede Privada do Estado determinou que a volta às aulas, somente ocorreria após a aplicação da segunda dose da vacina”, destacou Janaína.
A secretária municipal de Saúde, Lívia Mendes Aguiar, enfatizou que a gestão não se opõe à volta às aulas, mas que é preciso cautela e maior estabilidade sobre um retorno gradual seguro. “Se os protocolos forem seguidos e os ambientes forem adequados para essa retomada, a Secretaria de Saúde por meio da Vigilância Sanitária farão a fiscalização com planejamento e contando também com a situação da Covid-19 que precisa estar alinhada”. afirmou.
Representante das escolas particulares, a professora Rita Prudente, aproveitou a oportunidade e destacou os ideais dos profissionais. “Nós buscamos, dentro do Conselho Municipal de Educação, a regularização dos espaços, como fator essencial para o avanço do retorno às aulas. No atual momento, as aulas não poderiam voltar, pois, é preciso que todas as escolas estejam de acordo com as diretrizes. Todos nós queremos o retorno às aulas, mas precisamos ter um olhar responsável para com os alunos e para os servidores”, afirmou.


O prefeito Augusto Castro ouviu as ponderações e pontuou as ações contra a Covid-19 desenvolvidas pela Prefeitura. “Estamos há um ano e meio desta pandemia. A solução é a vacina e temos feito a nossa parte. Desde de janeiro até hoje, nossa gestão tem focado nas ações contra a Covid-19 e principalmente na vacinação. A decisão mais acertada foi ter montado o Hospital de Campanha como uma forma de flexibilizar e dar mais segurança para aquelas atividades que não podem parar”, afirmou.
Augusto também destacou que o comprometimento da Administração municipal com a educação. “Compreendemos esse momento e entendemos que nossas crianças precisam voltar às aulas. Criamos um Comitê para avaliar a retomada comercial e educacional da nossa cidade e já estamos encaminhando alguns projetos para o Governo Federal, visando reformas e adequações de infraestruturas nesses segmentos” ressaltou.
Atualmente, a Divisão de Vigilância Sanitária tem visitado brinquedotecas para a fiscalização e adequação do cumprimento dos protocolos de segurança. Isto inclui, o limite de 30% de ocupação das salas.
Na reunião de hoje, ficou acertado o retorno dos cursos livres para o formato híbrido, a exemplo de idiomas e cursos de especialização de 60 horas em que não há aulas diárias. Sobre as aulas de alfabetização no ensino fundamental, a Secretária Municipal de Educação vai avaliar a possibilidade e decidir medidas para um plano de retorno.

ASCOM - Prefeitura de Itabuna

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário