Grupos de Ciro e Paes se reúnem para articular estratégia visando 2022


Desde o início do mês de julho, os grupos políticos do ex-ministro Ciro Gomes e do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, estiveram juntos pelo menos três vezes para conversar, entre outros assuntos, sobre alianças para as eleições de 2022. A informação é da coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo.
Na pauta, uma possível união de forças que beneficie Rodrigo Neves, do PDT, e Felipe Santa Cruz, hoje presidente da OAB, numa futura chapa ao governo do Rio de Janeiro.
Segundo a publicação, as duas primeiras reuniões foram almoços oferecidos na capital por Paes, que apoia Santa Cruz para o Palácio Guanabara. No dia 9, além do advogado, ele esteve com Neves e Axel Grael, sucessor do ex-prefeito de Niterói. No dia 13, conversou com Ciro, que estava em agendas pelo Rio, e Carlos Lupi. Há uma semana, em Búzios, foi a vez de Santa Cruz receber Neves. As conversas se estenderam por telefone.
Ainda embrionárias, a intenção das conversas é criar uma terceira via às candidaturas de Cláudio Castro e Marcelo Freixo, que têm potencial para aglutinar eleitores fluminenses de direita e de esquerda, respectivamente.
Enquanto o PDT de Neves é um palanque importante para Ciro, Paes já anunciou apoio à busca de Eduardo Leite, do PSDB, pelo Palácio do Planalto. Ao mesmo tempo, o PSD, novo partido do prefeito, trabalha pela candidatura de Rodrigo Pacheco. E Lula, com quem Paes esteve em junho, nunca deixou de ser um aliado possível.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário