Camacã: Após 31 anos separadas, mãe e filha têm reencontro virtual


Após 31 anos afastadas, mãe e filha se falaram, nesta quarta-feira (7), durante um reencontro virtual promovido na Base Comunitária de Segurança (BCS) do Calabar/ Alto das Pombas. A conversa, que aconteceu na casa da matriarca, através de um aplicativo de chamadas será realizada de forma presencial em alguns dias.
A busca por uma vida melhor levou Rosemary Pereira dos Santos a deixar a filha Tâmara, na época com 3 anos, com a avó, no distrito de Pimenta, em Camacã, e procurar emprego na capital baiana. Moradora do Calabar, ela teve outros filhos e não conseguiu voltar para sua cidade.
Ela foi até a BCS e pediu ajuda para reencontrar seus familiares. “Sonhava em voltar para sua cidade e reencontrar sua filha. Nesta quarta-feira conseguimos promover esse encontro por meio de vídeochamada e foi emocionante”, lembrou a comandante da BCS, capitã Aline Muniz.
Na missão, a PM contou com o apoio da 62ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/ Camacã), responsável pelo policiamento na cidade. “Decidimos gravar um vídeo e enviar para nossos colegas. Em apenas um dia, eles fizeram diligências e descobriram que a filha havia mudado para a cidade de Feira de Santana”, falou Muniz.
A oficial contou também que mãe e filha devem se encontrar pessoalmente essa semana. “Tenho certeza que será comovente”, antecipou a policial.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário