Bahia não tem circulação de variante indiana da Covid-19, aponta Sesab


A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) informou na tarde de terça-feira (6) que o estado não tem circulação de variante indiana da Covid-19 (Delta). Segundo o órgão, a constatação ocorreu após a realização de 368 exames de sequenciamento genético do vírus, em nove meses.
De acordo com o último boletim divulgado pelo Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA), a variante Gamma (antiga P.1, originária em Manaus) ainda é responsável por quase 80% das infecções no estado. Reconhecida como a 3ª maior unidade de vigilância laboratorial do país e classificado na categoria máxima de qualidade pelo Ministério da Saúde, o Lacen-BA analisou amostras de 150 municípios dos nove Núcleos Regionais de Saúde.
Segundo a Sesab, as amostras continham genomas completos do Sars-CoV-2, a partir das quais foi possível identificar que circulam no estado 23 linhagens diferentes do vírus da Covid-19. Entre elas, as variantes Alpha (Reino Unido) e Gamma (Manaus), consideradas como variantes de preocupação e de interesse.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário