São João: Morro de São Paulo e Boipeba terão lei seca e toque de recolhe


Este ano não vai ter fogueira em Cairu. Isso porque, a prefeitura da cidade decretou medidas restritivas para todo o município com o objetivo de minimizar os impactos da pandemia. Formado por 26 ilhas, único município-arquipélago do país, responde por destinos turísticos como Morro de São Paulo, Boipeba, Garapuá, Gamboa, Canavieiras, Galeão e São Sebastião, a cidade tem decreto com validade até o dia 30 de junho que conta com toque de recolher, proibição de som ao vivo e venda de bebidas alcoólicas.
Entre os dias 23 e 30 de junho, o transporte coletivo municipal, público e privado, nas modalidades, regular, fretamento, complementar, alternativo e hidroviário, funcionará circulando com capacidade reduzida a 50%, inclusive os passeios volta as Ilhas de Tinharé e Boipeba. O mesmo vale para os passeios terrestres nestas localidades.
Hotéis e pousadas ficam autorizados a funcionar com até 50% da sua capacidade. Foi decretado toque de recolher das 20h30 às 05h, de 22 de junho a 30 de junho.
A proibição de venda de bebida alcoólica acontece das 17h do dia 23 de junho às 05h do dia 28 de junho. Até o dia 30 de junho, permanece proibida a utilização de cooler, isopores ou congêneres, acondicionando ou transportando bebida alcoólica que visem o consumo em espaços públicos, praias, praças e ruas.
O encerramento das atividades dos bares, restaurantes e congêneres acontecerá às 20h, nos dias do decreto. Estes estabelecimentos podem funcionar com 50% da capacidade, sendo proibido o atendimento de clientes que estejam em pé. É obrigatório o uso de álcool a 70% em todas as mesas dos estabelecimentos que comercializem alimentos prontos.
Também fica proibido o som ao vivo (voz e violão) em qualquer modalidade, nas dependências internas dos estabelecimentos. Estão vedadas a apresentação de DJ’S, mesmo nos ambientes internos e/ou dependências de bares, restaurantes e casas de show. Não será permitida a realização de shows, apresentação de bandas, ou instalação de qualquer equipamento sonoro nas vias públicas.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário