Prefeitura incentiva um novo “Pensar Itabuna” através da Inovação

Nesta sexta-feira, dia 18, foi dado novo passo para a implantação das políticas públicas de inovação na Administração municipal durante o 1º Fórum Itabunense de Inovação. Com o tema “Pensar o futuro. Inova Itabuna”, o evento concretiza uma das promessas de campanha do prefeito Augusto Castro (PSD).
“Começamos a trabalhar essa ideia de inovação no nosso Programa de Governo. Trabalhar com pessoas que pensem o futuro, de modo a incentivar a inovação em todas as suas vertentes no setor público através da gestão municipal”, comentou o prefeito, durante transmissão virtual em razão de estar em viagem buscando investimentos para Itabuna.
O evento, coordenado pela Secretaria Municipal de Gestão e Inovação, foi transmitido ao vivo pelas redes sociais oficiais da Prefeitura. O titular da pasta, José Alberto de Lima Filho, lembra que esta ação no campo da inovação tem o objetivo de promover discussões e debates que possam canalizar ideias. Na oportunidade, foi anunciada a elaboração da Carta Compromisso de Itabuna com a Inovação, dentre as ações que podem ser desenvolvidas.
“Reunimos palestras e discussões que estão neste momento a altura das necessidades do município. A partir deste encontro, será criado um ambiente favorável para um novo pensar Itabuna”, reforça. Representando da Secretaria de Relações Institucionais e Comunicação, o webdesigner Bernardo Pinto, explanou detalhes sobre o projeto Inova Itabuna, reforçando que a ideia é fomentar ideias e discussões que favoreçam a cidade no ambiente de inovações.
Com palestras presenciais e online, a exemplo, da que abordou “Inovação ou Disrupção”, proferida por Guilherme Novaes, diretor de ecossistemas da IBM Brasil, uma das mais tradicionais empresas de tecnologia do mundo, o evento foi sucesso.
O profissional da empresa que já liderou todas as áreas de tecnologia da IBM Brasil ressaltou a importância da tecnologia para a vida do ser humano, lembrando que em quase dois anos de pandemia a aceleração digital evoluiu mais de 10 anos nas empresas e entidades públicas. “A inovação é algo que permeia as nossas vidas e o que faz a diferença somos nós”, ressaltou.
A professora doutora Maria Josefina Vervloet Fontes, coordenadora da Broto Incubadora de Biotecnologia da Uesc, falou sobre “Planejamento e Implantação de Ambientes de Inovação”. Na oportunidade, esclareceu dúvidas sobre como pensar um ecossistema de inovação para a cidade.
Já o consultor em Tecnologia e Inovação, Luiz Carvalho, que também é professor especialista em Educação Tecnológica e Educação Superior, afirmou que o processo de inovação passa por três pilares fundamentais: Educação (Educação Tecnológica e Mentalidade Empreendedora); Infraestrutura (Gestão Inteligente de Recursos e Acessibilidade) e Saúde (Papel Zero, Automação de Processos e regulação Eficiente).
O Fórum Itabunense de Inovação ainda contou com explanações dos professores Gesil Segundo, do Parque Tecnológico e Científico do Sul da Bahia; José Alfredo Santos de Souza, do Centro de Pesquisa em Desenvolvimento em Informática e Eletroeletrônico de Ilhéus (CEPEDI); de Clodoaldo Rebouças, presidente da FICC; da urbanista Sônia Fontes, secretária municipal de Planejamento; e de Mateus Santiago, da Secretaria Municipal de Gestão e Inovação.

Secretaria de Relações Institucionais e Comunicação
Fotos: Pedro Augusto

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário