Polícia Federal prende hackers que atacaram STF

A Polícia Federal prendeu, nesta terça-feira (08), membros de uma organização criminosa suspeitos do ataque hacker contra o sistema eletrônico do Supremo Tribunal Federal (STF). São cinco mandados de busca e três de prisão temporária em Goiás, São Paulo e Pernambuco.
As ordens de prisão foram expedidas por determinação do ministro de Alexandre de Moraes. Em maio, o site do tribunal chegou a ser retirado do ar. O Supremo informou, em nota, que a medida, que atingiu usuários externos, foi adotada para "garantir a segurança das informações."
Os hackers investiram contra o sistema da corte usando um ataque de negação de serviço, quando diversos computadores são programados para enviar uma grande quantidade de informações ao mesmo tempo, com a finalidade de derrubar uma página da internet.
Na ocasião, técnicos do Supremo afirmam que a tentativa de invasão foi contida enquanto ainda estava em andamento. E que não foram acessadas informações sigilosas nem houve sequestro do ambiente virtual, como ocorreu com o Superior Tribunal de Justiça (STJ), no ano passado.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário