Entorno de Bolsonaro festeja decisão do Exército de não punir Pazuello

Pessoas próximas ao presidente afirmam que ele cogitava anular uma eventual punição, o que desmoralizaria o comandante da força, general Paulo Sérgio.

Foi bem recebida no entorno de Jair Bolsonaro a decisão anunciada pelo Exército nesta quinta-feira, 3, de arquivar o procedimento aberto para apurar participação de Eduardo Pazuello em um ato com o presidente no Rio.
Pessoas próximas a Bolsonaro afirmam que o presidente cogitava anular uma eventual punição do Exército, o que desmoralizaria o comandante da força, general Paulo Sérgio. “Seria o direito dele como comandante-em-chefe das Forças Armadas”, diz um aliado do presidente, ouvido sob reserva.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário