Djonga pode ser acionado na Justiça por usar música de Tim Maia sem pedir autorização

O ator Carmelo Maia, filho do cantor Tim Maia, pretende acionar a Justiça contra o rapper Djonga, por usar a música do “Contacto Com o Mundo Racional”, do seu pai, sem pedir autorização para o uso da obra e do fonograma.
Djonga foi notificado extrajudicialmente. A faixa é reproduzida do início ao fim da canção “Eterno”, interpretada por ele em parceria com o artista Coyote Beatz, e é sobreposta pela voz do rapper e por efeitos sonoros. A música integra o álbum “O Menino que Queria Ser Deus”, lançado em 2018.
“Pasmifiquei porque não me pediram autorização”, disse Carmelo Maia. Ele conta ainda que tenta um acordo com a equipe do rapper desde dezembro de 2020. “Se ele não entender com bons olhos essa notificação, que é só um documento formal, a gente vai judicializar”, informou o herdeiro de Tim Maia.
De acordo com Carmelo, Djonga já faturou cerca de R$ 100 mil com os direitos autorais sobre a faixa “Eterno”. “Não é um comércio, não é só dinheiro. Poxa, é o meu pai”, relatou à coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.
Ele ainda diz que o rapper poderia ter feito como a cantora Anitta, que lançou um sample de “Garota de Ipanema” e creditou Tom Jobim e Vinícius de Moraes desde o princípio.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário