Suspeito de envolvimento em morte de PM em Arembepe fez companheira refém por horas antes de ser preso

O homem suspeito de envolvimento na morte do policial militar Joedson dos Santos Andrade, em Arembepe, distrito pertencente a Camaçari, na região metropolitana de Salvador, fez a companheira refém, antes de ser preso, no domingo (16), em Abrantes.
Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o suspeito tinha um mandado de prisão por tráfico de drogas, desde 2019 e estava foragido. Ele foi encontrado na Rua da Economia após rondas de policiais militares com apoio do cão farejador Veloide.
De acordo com a SSP, houve um confronto entre o suspeito de os policiais. Depois, o homem fez a dona da casa refém, que segundo ele era a sua companheira. Após horas de negociações, ele libertou a mulher e se rendeu.
Com o homem foram encontrados uma espingarda calibre 12, um tablete de maconha e 40 trouxas da droga, 67 pinos de cocaína, 29 balas de crack, cinco cartuchos, uma balança, uma balaclava e três celulares com dois carregadores.
O suspeito e os materiais foram encaminhados para a 26ª Delegacia de Polícia (DT/ Vilas de Abrantes). Depois, ele foi encaminhado para o Centro de Observação Penal (COP).
A SSP informou que ele foi autuado por porte ilegal de arma de uso restrito, tráfico de drogas, cárcere privado e sequestro.
O soldado Joedson dos Santos Andrade morreu após ser baleado enquanto fazia rondas em Arembepe. Do momento da ação, ele estava com colete à prova de balas, mas foi atingido embaixo do braço.
O caso aconteceu por volta das 12h de domingo (16), na localidade conhecida como Fonte das Águas. O soldado foi socorrido pelos colegas militares e chegou a ser levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Arempebe, mas não resistiu aos ferimentos.
O soldado Joadson estava na corporação há 11 anos. Ele deixa esposa e um filho. Ainda não há informações sobre sepultamento.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário