Retirada de plantas aquáticas melhora condições do Cachoeira na área central de Itabuna

A retirada das plantas aquáticas de parte do espelho d’água do na área central de Itabuna melhorou as condições do ar. Além disso, facilitou a oxigenação da água e eliminou o mau cheiro que incomodava transeuntes e pessoas que fazem caminhadas ao longo da beira-rio.
O trabalho, executado por equipes do Departamento de Limpeza Pública da Prefeitura, removeu aguapés, orelhas-de-rato e baronesas acumuladas à jusante da pequena barragem do bairro do Conceição.
A barragem foi construída pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), no final dos anos 60, para manter o espelho d’água e eliminar caramujos hospedeiros do parasita causador da esquistossomose. Grande parte da população sofria com a doença à época.
Os operários de campo do Departamento de Limpeza Pública da Superintendência de Serviços Públicos da Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo fizeram a remoção manualmente, depois choveu nas cabeceiras do rio e a ação dos ventos facilitou o trabalho, segundo Lázaro Pellegrini.
O superintendente de Serviços Públicos, Francisco de Sousa Lino Filho, disse que a partir de agora esta ação será preventiva, porque o resultado agora alcançado foi satisfatório. “Aos poucos estamos manejando as plantas aquáticas para oxigenação da água. Além disso, quando vier a próxima chuva forte não teremos problemas com acúmulo de baronesas que sempre causam transtornos”, comentou.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário