PREFEITURA DE ILHÉUS REPUDIA ATO DE HOMEM QUE NÃO ACEITOU SER VACINADO POR VOLUNTÁRIA NEGRA

Thaís Carvalho foi vítima de atitude racista enquanto trabalhava voluntariamente na campanha de vacinação em Ilhéus

A Prefeitura de Ilhéus repudiou, em nota divulgada hoje (19), o ato racista do homem que não aceitou ser vacinado pela estudante de enfermagem Thaís Carvalho Silva Santos, de 30 anos, voluntária da campanha de imunização contra a Covid-19. Ele disse que não aceitaria ser imunizado por Thaís porque ela é negra. O caso aconteceu no bairro Jardim Savoia, na última segunda-feira (17) – veja aqui.
O prefeito Mário Alexandre, Marão (PSD), solidarizou-se com a voluntária e disse que agressões racistas devem ser repudiadas e combatidas por todos. “Infelizmente, ainda nos deparamos com comportamentos mesquinhos, que humilham as pessoas. Mas não vamos parar de lutar por uma sociedade justa e igualitária, combatendo qualquer tipo de violência e crimes de ódio e discriminação”, acrescentou.
De acordo com a nota da Prefeitura, cabe às autoridades competentes tomar as providências legais sobre o comportamento do homem. “A Administração Municipal continuará empenhada para combater a discriminação, a intolerância e o preconceito racial em todas as esferas sociais”, conclui o texto.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário