Proprietário de fábrica clandestina de fogos é preso em Crisópolis

Equipes da Delegacia Territorial (DT) de Crisópolis e da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Alagoinhas) prenderam um dos proprietários de uma fábrica clandestina de fogos de artifício, após a explosão do imóvel onde funcionava o preparo dos artefatos, na tarde de quarta-feira (14), no Centro daquele município.
Com a explosão, um prédio de dois andares, onde seria o depósito dos fogos, desabou. Equipes do Corpo de Bombeiros Militar resgataram nos escombros os corpos de Ebervan Souza Reis, de 49 anos, Fernanda Santana Batista, de 35, além de uma adolescente de 13 anos, que ficou ferida. Equipes do Departamento de Polícia Técnica (DPT) realizam a perícia no local.
A titular da DT/Crisópolis, delegada Débora Vânia Cruz Ferro, instaurou inquérito policial para investigar o fato. “Os laudos periciais, depoimentos e demais elementos coletados auxiliarão na elucidação das causas da explosão. O proprietário da fábrica clandestina foi autuado pela posse e fabricação de artefato explosivo sem autorização e está preso à disposição da Justiça”, detalhou.
Equipes do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA), que foram acionados às 14h43, enviaram para o local três guarnições, uma auto bomba tanque (ABT), uma auto bomba salvamento (ABS) e uma unidade de resgate para as vítimas.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário