Profissionais de saúde comemoram Capacetes Helmet no tratamento à COVID-19 Em Caetité


Profissionais de saúde comemoram a aquisição e utilização de Capacetes Helmet no tratamento à COVID-19 no Hospital Municipal de Caetité, na Bahia, que está sendo administrado pela Fundação Gonçalves e Sampaio. O objetivo, com a utilização do aparelho, é evitar a intubação do paciente, já que a intubação no paciente com Covid-19 aumenta muito a taxa de mortalidade. Assim, o desafio é evitar ao máximo o procedimento e proporcionar uma alta precoce do paciente.
Vagner Luís Araújo, Coordenador da equipe de Fisioterapia da UAR do Hospital (Unidade de Assistência Respiratória), com fisioterapeutas plantonistas e recursos para assistência respiratória 24 horas, explicou que a Ventilação Mecânica não Invasiva (VMNI) tornou-se uma importante opção para o tratamento da baixa de oxigênio no sangue em pacientes da unidade.
Usados em pacientes com quadro grave da Covid-19, os helmets têm a função de fazer uma ventilação contínua não invasiva. “Estamos tendo respostas bastante positivas por aqui, e felizes com mais essa opção à disposição de todos”, explicou ele. O capacete é composto do capuz, que cobre toda a cabeça do paciente, feito de material transparente e macio.

Bahia Extra

Bahia Extra Comunicação a serviço do leitor!

0 Comentarios:

Postar um comentário