Polícia encontra armas na casa de empresário preso por sonegar impostos em Irecê


Um proprietário de supermercados foi preso nesta quinta-feira (29) em Irecê, no Centro Norte do estado. O mandado de prisão foi cumprido após deflagração da Operação Marca-Passo. Segundo a Policia Civil, o comerciante é acusado de sonegar em torno de R$ 12 milhões em impostos. Na residência do empresário, os agentes encontraram quatro armas sem registros, diversas munições e documentos.
A polícia também informou que o empresário já acumula passagens na polícia pelos crimes de furto qualificado, formação de quadrilha e receptação. Neste último, ele chegou a ficar preso por oito meses. Ainda segundo a polícia, os cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos estabelecimentos comerciais do proprietário. A delegada Nayara Brito, do Núcleo Fiscal da Dececap, conta como o crime se baseava.
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), a Operação Marca-Passo visa coletar provas para instruir investigação que apura a prática de sonegação fiscal. O investigado principal utilizou a estratégia de criar de forma sucessivas empresas, com razões sociais diferentes, em nome de “laranjas”, mas com nomes fantasias e endereços similares, para manter a mesma clientela, o mesmo fundo de comércio, crédito com fornecedores, valor da marca e ponto comercial. Isso, com o intuito de reduzir ou suprimir o valor do ICMS devido.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário