Jéssica Ellen lamenta excesso de mortes de personagens negros em Amor de Mãe: ‘Parem de nos matar’

A reta final de ‘Amor de Mãe’ trouxe boas surpresas e decepções para o público da trama, mas a revolta com o desfecho de alguns personagens não ficou só para quem assiste.
A atriz Jéssica Ellen protestou nas redes sociais contra a morte de personagens negros na trama de Manuela Dias. O fato, havia sido percebido pelo público com a morte de Marconi (Douglas Silva) e teve o debate inflamado após a execução de Lucas (Nando Brandão), advogado de Álvaro (Irandhir Santos). “Parem de nos matar na vida e na dramaturgia”, compartilhou a artista em seu Instagram.
Além de Lucas e Marconi, já morreram na novela Rita (Mariana Nunes) e Wesley (Dan Ferreira). Internautas também criticaram a forma como Manuela Dias vem tratando o enredo de personagens negros, como Camila, que ao longo da trama apanhou de um policial na escola, recebeu um tiro, perdeu um filho e o útero, foi atropelada e ficou de cadeira de rodas. “Amo “amor de mãe”, mas a política de matar e/ou dar mais sofrimento pra personagem interpretado por preto foi terrível (como sempre)”, analisou um.
“Certíssima, não aguento mais pavor de mãe, não me desce que a autora realmente achou de bom tom colocar a filha preta e adotada da Lurdes pra comer o pão que o diabo amassou, sendo que os irmãos não sofreram nem metade”, disse outro.
“A autora matou quase todos os negros da novela. O policial, o traficante, o advogado, a mãe da Camilla… Sem contar a Camilla que foi colocada só pra se f*der a novela inteira”, comentou uma terceira.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário