Irmão, cunhada e sobrinho do taxista Amintas Moura são vítimas de sequestro em Ilhéus


Jamilly Costa da Silva

Um caso bastante inusitado e que intrigou moradores e até mesmo autoridades policiais em Ilhéus, aconteceu na tarde da última terça-feira (27), na Rua Humberto Sampaio, na cidade vizinha.
De acordo com informações policiais, Almir Feitosa de Moura Ferreira, popularmente conhecido como Nena, chegava em sua residência, por volta das 13h, quando foi surpreendido por sua ex nora, Jamilly Costa da Silva, que estava em companhia de outros dois indivíduos. O trio invadiu a casa e fez de reféns, dentro do imóvel, Almir, a esposa, Lenice de Sousa Ferreira, e o filho do casal, Leandro de Sousa Ferreira.
A família foi imobilizada, amordaçada e dopada pelos três criminosos. Ampolas e seringas foram utilizadas para aplicar substâncias nas três vítimas, que também foram obrigadas a tomar comprimidos e beber um líquido estranho.
Algo em especial, chama atenção neste caso. Almir é irmão de Amintas Moura, taxista de Itabuna, brutalmente assassinado no último dia 19 de abril. (Lembrar matéria)
Jamilly e os dois comparsas, após amarrar e dopar a família, subtraíram itens da casa e fugiram, em seguida. Almir, contudo, conseguiu se desamarrar e acionou a Polícia Militar e o Samu 192. A esposa e o filho dele foram socorridos para a emergência do Hospital Regional Costa do Cacau, enquanto Almir seguiu para a delegacia com os policiais para registrar a ocorrência.
E é aí que o caso fica ainda mais surpreendente. Ao chegar na delegacia, Almir se depara com a própria Jamilly, autora do crime. Ela estava registrando um boletim de ocorrência em que afirmava ter sido vítima de assalto. Almir a indicou para os policiais e alertou sobre a farsa.
Os policiais revistaram a bolsa de Jamilly e encontraram dois aparelhos celulares, medicamentos e uma pistola de aplicação de injeções, que durante o sequestro, ela usou como se fosse arma de fogo, para intimidar a família. Sendo assim, Jamilly recebeu voz de prisão ali mesmo, na delegacia.
Lenice e Leandro de Sousa Ferreira ficaram cerca de 30 horas internados no HRCC. A Polícia Civil investiga o caso.

Histórico familiar

Jamilly foi casada com um dos filhos de Almir, Leonardo de Souza Ferreira. O histórico de tragédias na família começa em 14 de dezembro de 2017, quando um acidente automobilístico ocorrido na BR-101, em Teixeira de Freitas, tirou a vida do filho de Jamilly, um adolescente de 12 anos, que estava sem cinto de segurança.

Link relacionado:


Era Leonardo quem dirigia o carro no momento do acidente. Ele perdeu o controle da direção do veículo e o carro derrapou na pista. O menor de idade foi arremessado pra fora do veículo, e morreu na hora.
Em 05 de junho de 2019, Leonardo e Jamilly estavam em casa, quando ele teve uma espécie de mal súbito e não resistiu. Jamilly ficou viúva, e após perder o marido, as dívidas se acumularam. Neste sequestro ocorrido esta semana, ela e os dois comparsas procuraram dinheiro por toda a casa, sem sucesso.
Um caso, no mínimo, curioso, que chama atenção pelas circunstâncias que o envolvem, as ramificações, os contextos, e claro, pelo fato de Almir Moura ser irmão de Amintas Moura. A Polícia investiga se há relação com os dois acontecimentos.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário