Homem suspeito de espancar mulher com medida protetiva é preso em Brumado



Hemerson Mateus Lima Souza, de 22 anos, suspeito de espancar a ex-companheira, Gleice Helen de Oliveira Silva, também de 22 anos, foi preso na tarde de segunda-feira (19), em Brumado, no sudoeste do estado. A informação é da Polícia Civil da cidade.
A vítima tem mandado de medida protetiva contra ele desde 17 de março. A Justiça de Brumado decretou a prisão de Hermerson nesta segunda, após novo pedido de prisão solicitado pela polícia e do Ministério Público estadual.
O jovem de 22 anos foi preso no último final de semana, após agredir Gleice Helen na noite de sábado (17), em Brumado. Entretanto foi liberado logo em seguida.
Na prisão desta segunda, Hemerson foi encaminhado para a delegacia de Brumado e deve ser transferido para o Conjunto Penal de Vitória da Conquista. A data não foi detalhada.
Gleice segue internada com diversas lesões pelo corpo. Por causa das agressões, a vítima ficou desacordada e foi socorrida para um hospital por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
Gleice Helen está com o rosto deformado e uma tomografia mostrou que ela está com acúmulo de sangue na região do olho e na lateral esquerda do rosto. O exame ainda apresenta fraturas nos ossos do nariz e da bochecha. Ela deve ficar internada por mais alguns dias, por causa da gravidade das lesões.
De acordo com a família da vítima, Gleice Helen estava em casa trabalhando com mais duas pessoas, quando Hemerson chegou ao local e pediu que todos saíssem porque queria ter uma conversa em particular com ela, em seguida, familiares e vizinhos só ouviram gritos da jovem.
A Polícia Militar foi chamada para atender a ocorrência e encaminhou Hemerson Matheus até a delegacia do município. De acordo com o delegado do caso, Cláudio Marques, ele foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio.
Na ocasião, A Polícia Civil pediu à Justiça a prisão preventiva do suspeito, mas o Ministério Público da Bahia pediu a liberdade provisória de Hemerson Matheus. A Justiça acatou o pedido do MP-BA e o suspeito foi solto, para que respondesse ao processo em liberdade.
Ainda na primeira decisão, que manteve Emerson solto, o juiz afirmou que não estava claro de que houve uma tentativa de homicídio. Segundo a polícia, Hemerson Matheus já responde inquérito criminal com base na Lei Maria da Penha.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário