Com Covid-19 em alta, França endurece confinamento

O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou ontem (31) regras mais duras de confinamento para conter a nova aceleração da pandemia do coronavírus no país. As medidas entram em vigor no próximo sábado (3) e devem durar, no mínimo, quatro semanas.
Essas novas diretrizes, muitas delas adotadas em parte do país desde 18 de março, agora se estendem por todo o território francês na Europa.

As medidas são:

- Toque de recolher às 19h;
- Incentivo ao trabalho remoto, sempre que possível;
- Fechamento do comércio considerado não essencial;
- Limite do deslocamento a, no máximo, 10 quilômetros;
- Proibição de viagens entre as regiões diferentes da França;
- Fechamento de escolas por três semanas, com calendário adaptado, aulas virtuais e ampliação das férias de primavera.

Criticado por não ter mantido um isolamento mais rígido nos meses anteriores, Macron justificou que a abertura parcial permitiu que os franceses "ganhassem tempo" e que as medidas em vigor no começo do ano fizeram a situação não ser ainda pior.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário