“Caso Esther é estarrecedor” diz Wilma após cobrar atitude das autoridades

Andreyver Lima
Assessor de Comunicação
73 99115-7285

A vereadora Wilma Oliveira (PCdoB), nesta segunda-feira (26), durante reunião da Comissão de Políticas de Defesa dos Direitos das Mulheres, se solidarizou com Esther e cobrou atitude das autoridades. A mulher está sendo vítima de perseguição por um homem há 5 anos e expôs o caso na mídia e nas redes sociais.
A parlamentar que preside a Comissão, declarou que Esther está tendo seus direitos feridos sistematicamente.
“É estarrecedor, já que desde 2015 essa mulher está passando por uma situação extremamente grave e eu gostaria de parabenizar essa moça que está transcendendo os limites e teve a coragem de colocar sua cara e denunciar.” disse.
A vereadora lembrou que é um fato ocorrido com outras mulheres e cobrou ações no sentido de proteger a liberdade da cidadã.
“Ela já fez diversas denúncias, na delegacia da mulher, no complexo policial e nada. Esperamos que as autoridades tomem atitude necessária para garantir a liberdade dessa cidadã. Agora que repercutiu de forma abrangente, eu acredito que a partir de agora as autoridades usarão os instrumentos de proteção para proteger essa mulher.” disse Wilma.
A vereadora Wilma Oliveira (PCdoB), na segunda-feira (26), durante reunião da Comissão de Políticas de Defesa dos Direitos das Mulheres, se solidarizou com Esther e cobrou atitude das autoridades. A mulher está sendo vítima de perseguição por um homem há 5 anos e expôs o caso na mídia e nas redes sociais.
A parlamentar que preside a Comissão, declarou que Esther está tendo seus direitos feridos sistematicamente.
“É estarrecedor, já que desde 2015 essa mulher está passando por uma situação extremamente grave e eu gostaria de parabenizar essa moça que está transcendendo os limites e teve a coragem de colocar sua cara e denunciar.” disse.
A vereadora lembrou que é um fato ocorrido com outras mulheres e cobrou ações no sentido de proteger a liberdade da cidadã.
“Ela já fez diversas denúncias, na delegacia da mulher, no complexo policial e nada. Esperamos que as autoridades tomem a atitude necessária para garantir a liberdade dessa cidadã. Agora que repercutiu de forma abrangente, eu acredito que a partir de agora as autoridades usarão os instrumentos de proteção para proteger essa mulher.” disse Wilma.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário