Animais silvestres apreendidos em operações policiais são soltos em reserva na BA

Quatorze animais silvestres apreendidos em operações policiais foram soltos, no inicío deste mês, em uma reserva particular localizada entre as cidades de Entrei Rios e Itanagra, no litoral norte da Bahia. Antes de serem devolvidos à natureza, os bichinhos foram tratados no Centro Estadual de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) de Salvador.
Ao todo, foram soltos na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Lontra, cinco jiboias, duas jararacas, um veado-catingueiro, uma iguana, uma cobra d’água, três ouriços pretos e um ouriço caixeiro.
Certificada como Área de Soltura de Animais Silvestres (Asas), a RPPN Lontra acolheu em 2020 140 animais silvestres, entre aves, mamíferos e répteis reabilitados no Cetas de Salvador. A área ambiental é a maior RPPN do Litoral Norte e Agreste baiano, com 1.377 hectares.
Igor Macedo, especialista em Meio Ambiente da Bracell, proprietária da RPPN Lontra, informa que, técnicos do Inema solicitam permissão para soltar animais no local, em média, uma vez por mês. “A razão pela escolha da reserva, para a reinserção de alguns animais, deve-se à extensão de sua área, que é equivalente a 1.377 campos de futebol, ao seu estágio de conservação e à proteção”, explica.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário