Aluno do professor Betinho de Ibicaraí, brilha pelo Palmeiras e fecha patrocínio com a Nike

Pedro Leonardo Nunes foi descoberto pelo Boston City e atua nas divisões de base do Palmeiras.

Aos oito anos, o jovem Pedro Leonardo Nunes é visto como uma das raras joias do futebol nacional. Descoberto pelo Boston City Brasil, filial da franquia norte-americana em Minas Gerais, o garoto está em São Paulo, onde reside ao lado dos pais e defende as cores do Palmeiras. O talento é tamanho que a Nike já o procurou e se tornou sua fornecedora de material esportivo.
Visto como um nome promissor do esporte, tem se destacado desde novo por quadras e gramados. Não à toa até os pais foram convidados para morar na capital paulista. A mudança foi toda amparada pelo advogado Túllio Ristori.
"Estamos felizes por tudo que está acontecendo com o Pedro e nossa família. Gostaria primeiramente de agradecer a Deus, agradecer também ao projeto do professor Betinho Damascena em Ibicaraí (Bahia), onde ele iniciou. O Pedro foi descoberto pelo Boston City Brasil pelo observador técnico Ademir Carvalho.
A partir daquele momento, o Pedro começou a fazer parte das categorias de base do Boston City, onde eu gostaria de deixar minha gratidão a toda equipe do Boston City Brasil em nome do CEO, Renato Valentim. Em seguida o advogado da nossa família, o doutor Túllio Ristori, nos auxiliou na transferência para o Palmeiras junto com o observador técnico Douglas Gramani e o coordenador técnico Dedimar Coutinho, ambos da Sociedade Esportiva Palmeiras", disse Léo Nunes, pai de Pedro.
Empolgado com a mudança para a capital paulista, Léo Nunes exalta o trabalho feito com o seu filho na Academia de Futebol. "Acreditamos no projeto e mudamos para São Paulo, sabemos que o caminho será longo, mas com sabedoria, força de vontade e muita fé em Deus conseguiremos driblar as dificuldades. O Palmeiras hoje é referência em divisão de base no Brasil, o centro de formação de atletas trabalha com a metodologia espetacular, dentro e fora de campo, além de transformar garotos em atletas, eles também formam cidadãos", acrescentou.
Diretor-executivo do Boston City, Renato Valentim enaltece o talento do garoto e explica a sua mudança para o Palmeiras. Ele ainda cita o acordo firmado entre os familiares do jovem e a Nike, empresa que fornece material esportivo ao jovem. "A gente foi acompanhando e monitorando aos poucos, junto com o nosso setor de captação. A família planejava mudar da cidade, que é pequena e no interior da Bahia. O menino é um prodígio, muita capacidade técnica com a bola. A gente conversou com a família para levá-los para Manhuaçu, cidade do Boston City.
A gente vinha conversando com eles, mas outros clubes nos procuraram. E o Palmeiras foi o que nós achamos mais interessante para a criação do menino. A gente não pode pensar só em futebol, temos que pensar na estrutura para o garoto desenvolver a vida dele, ele tem que estudar, ter acompanhamento médico, psicológico. É um menino de oito anos de idade", comentou ao UOL Esporte. "A situação do garoto é interessante, tanto que a Nike procurou a família e o advogado da família para patrociná-lo. É o segundo garoto mais jovem a assinar um contrato de patrocínio com a Nike".

Thiago Fernandes
Do UOL, em São Paulo
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário