Missionários casados há 66 anos morrem de covid com 15 minutos de diferença

Casal estava junto há 66 anos

A pandemia de covid-19 vem ceifando vidas em todo o mundo, e com isso, histórias comoventes acabam ganhando destaque na imprensa. Um casal de missionários que viveu em matrimônio por quase 70 anos morreu em decorrência da doença com diferença de 15 minutos entre si.
Os missionários Bill e Esther Ilnisky, com 88 e 92 anos de idade, respectivamente, faleceram no dia 01 de março com pouco tempo de intervalo. Esther partiu às 10h15, e seu marido, às 10h30.
A filha do casal expressou conforto ao saber que os companheiros de uma vida inteira haviam descansado no Senhor juntos: “É tão precioso, tão maravilhoso, um sentimento tão reconfortante saber que eles foram juntos. Eu sinto falta deles”, disse Sarah Milewski, conforme informações da agência Associated Press.
Eles foram missionários no Caribe e Oriente Médio, e nos últimos 40 anos, trabalharam como ministros do Evangelho na Flórida. Bill e Esther foram diagnosticados com covid-19 em fevereiro, sendo internados logo em seguida.
“Eles estavam sempre, sempre juntos. Tão em sincronia”, contou Sarah, relatando a rotina dos pais. No próximo final de semana, eles completariam o 67° aniversário de casamento.
Bill e Esther se conheceram no Mississipi (EUA) enquanto ele estudava na Central Bible College, uma faculdade da Assembleia de Deus na cidade de Springfield. Ele pregava nas igrejas locais e precisava de um pianista, e um dia recebeu a ajuda da estudante Esther Shabaz.
“Quando meu pai a pediu em casamento, ele disse: ‘Esther, não posso prometer riquezas, mas posso prometer muitas aventuras’. Ela teve muita, muita aventura”, contou Sarah. Os pais plantaram igrejas em estados do meio-oeste dos EUA e numa viagem missionária à Jamaica, fundaram uma igreja na cidade de Montego Bay.
Em 1962, eles adotaram Sarah, com 2 anos de idade, e a família se mudou para o Líbano, como parte de um trabalho missionário. Durante o tempo em que estiveram no país, Bill trabalhou com estudantes universitários e Esther formou uma banda de rock cristão.
“Naquela época, o Líbano era um país incrível, lindo”, relembrou a filha do casal. Entretanto, em 1975 os missionários ficaram presos em meio à guerra civil do Líbano e precisaram pegar o último avião dos fuzileiros navais dos EUA em 1976 para conseguir deixar o país, já que o prédio onde viviam havia sido atingido durante os confrontos.
De volta ao território norte-americano, Bill foi ordenado ao ministério pastoral na Igreja Calvary Temple em West Palm Beach, Flórida, enquanto sua esposa fundou o Esther Network Internacional, um ministério dedicado a ensinar crianças a orar.
Em 2018, Bill Ilnisky se aposentou do ministério, mas sua esposa, continuou trabalhando com sua rede internacional, usando as ferramentas de videochamadas desde o começo da pandemia do novo coronavírus, conforme informações do Christian Headlines.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário