Homem apontado como chefe do tráfico de drogas da BA é transferido para o estado após ser preso no RJ

O homem preso no Rio de Janeiro, em uma operação da Polícia Civil da Bahia, que terminou com a prisão de 23 suspeitos de tráfico de drogas, homicídios, corrupção de menores e roubos contra instituições financeiras, foi transferido para Salvador na madrugada de quarta-feira (17).
Vado Gordo é apontado como chefe de um dos grupos alvos da “Operação Tupinambá”, foi preso em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, em um imóvel de classe média. Ele vinha sendo investigado após ter pago R$ 9 mil em um hospital particular para a realização do parto da companheira.
Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o suspeito chegou algemado, em um voo comercial, custodiado por policiais civis baianos. Equipes da Coordenação de Operações Especiais (COE) realizaram a escolta dele.
A operação Tupinambá, coordenada pela Polícia Civil, com participações da PM, DPT e Seap, terminou com 23 criminosos localizados. Foram 18 mandados de prisão cumpridos, sendo que dois dos foragidos morreram em confrontos com policiais.
De acordo com a SSP, outros cinco integrantes do grupo acabaram presos em flagrantes. Com eles foram apreendidos duas submetralhadoras calibre 9mm, uma pistola calibre 380, um revólver calibre 38, carregador, munições, porções de maconha, cocaína e crack, além de R$ 13 mil.
Participaram da operação equipes de sete departamentos da Polícia Civil, do serviço de investigação da SSP, agentes da Polícia Militar e da Secretaria de Administração Penitenciária da Bahia (Seap).
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário