Fux recebe carta de artistas e políticos que defendem julgamento de Moro no STF

Um grupo de advogados e juristas entregou ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, uma carta em que centenas de personalidades pedem que a Corte julgue a suspeição de Sergio Moro no caso do tríplex.
O texto foi assinado por artistas como Caetano Veloso, Chico Buarque, Gilberto Gil, Wagner Moura e Zeca Pagodinho, e por políticos como Ciro Gomes, Rodrigo Maia e Eduardo Paes.
Na reunião, que foi realizada de forma virtual na terça (16), os juristas manifestaram solidariedade contra os ataques que o STF vem sofrendo. E pediram atenção para a segurança jurídica das decisões do tribunal.
No encontro foram discutidos também temas institucionais —alguns deles relacionados ao cancelamento das condenações de Lula. O caso está sendo discutido na 2ª Turma do STF. Mas o ministro Edson Fachin quer levá-lo ao plenário.
Eles mostraram preocupação, por exemplo, com um julgamento dúplice, isto é, quando um caso é julgado na Turma e depois pode ser levado ao plenário sem que haja recurso especifico para tal.
Do encontro participaram os juristas José Eduardo Cardozo, Marco Aurelio de Carvalho, Lenio Streck, Antonio Mariz, Dora Cavalcanti, Carol Proner, Fabio Tofic, Alberto Toron, Mauro Menezes, Gabriela Araújo, Ney Juvelino Strozake e Juliano Breda.
A carta também é assinada por nomes como Elza Soares, Arnaldo Antunes, Daniela Mercury, Emicida, Patrícia Pillar, Paulo Betti e Paulo Miklos.
Sete ex-ministros da Justiça, dos governos FHC, Lula, Dilma e Temer, também pedem que o ex-juiz seja julgado. Assinaram o texto José Carlos Dias, José Gregori, Eugênio Aragão, Renan Calheiros, José Eduardo Cardoso, Torquato Jardim e Tarso Genro. O ex-presidente José Sarney enviou carta de apoio.

Mônica Bergamo/Folhapress
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário