Dois dias após perder o pai médico, estudante de medicina de 25 anos morre por covid

A estudante de medicina, Emilly Cavalcante Belarmino, de 25 anos, não resistiu e morreu em decorrência da covid-19, na madrugada desta quarta-feira (31) em Natal, dois dias após perder o pai – o médico e ex-prefeito de Ruy Barbosa (RS), João Joaquim Cavancante Neto, de 61 anos, na segunda (29).
Emilly cursava o 5º ano de Medicina na Argentina e estava no Brasil desde o segundo semestre de 2020, por causa da pandemia. Ela começou a apresentar sintomas no mesmo dia que o pai, em 3 de março. No dia 12, o quadro de saúde se agravou e ela foi levada para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Cidade da Esperança.
De lá, ela foi encaminhada para o Hospital de Campanha de Natal, onde o pai já estava internado, e ficou inicialmente em uma enfermaria. No dia 16, ela precisou ser intubada e apresentava estado mais grave que o do pai. A jovem não resistiu e faleceu por volta de 1h40 desta quarta (31).
De acordo com a família, a jovem não tinha comorbidades. O corpo de Dr. João, como era conhecido o pai de Emilly, foi sepultado na segunda-feira (29) em Sítio Novo. O sepultamento de Emilly deverá acontecer no mesmo local nesta quinta-feira (1º). Com informações do G1
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário