Comandante da PM-BA diz que policiais só atuaram com força quando foram ameaçados pelo soldado Wesley

Na imagem, o comandante-geral da PM-BA, coronel Paulo Coutinho

Comandante-geral da Polícia Militar da Bahia (PM-BA), o coronel Paulo Coutinho afirmou, em coletiva realizada na manhã desta segunda-feira (29), que os policiais envolvidos no caso do soldado Wesley Soares só efetuaram disparos contra ele quando foram ameaçados.
“Em determinado momento, todos os recursos de isolamento e proteção foram esgotados. Ele [soldado Wesley] direcionou a arma para a tropa e poderia ter atingido os profissionais, mas também a comunidade daquele local”, disse Coutinho.
“Tentamos negociar e, com o desenvolvimento da ocorrência, notamos lapsos violentos do soldado dando disparos para cima até resolver atacar a todos com uma arma de guerra”, acrescentou o novo coronel da PM-BA.

Por: Mateus Soares
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário