APESAR DE PEDIDOS, ESTADO NÃO MUDA POSIÇÃO DE PACIENTES RENAIS NA FILA DA VACINA

Na fila da vacina, 3,2 milhões de pessoas na Bahia à frente dos 234 pacientes do CAR

O Núcleo Regional de Saúde Sul (NRS), da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), informou aos vereadores Cláudio Magalhães (PCdoB) e Enilda Mendonça (PT) que os pacientes do Centro de Assistência Renal (CAR) não podem ser incluídos no estágio atual da campanha de vacinação contra a Covid-19. A inclusão dessas pessoas entre os grupos prioritários foi solicitada por municípios, “porém, até o momento, não houve atendimento ao pleito”, escreveu a coordenadora do NRS, Domilene Borges, em ofício enviado na última quarta-feira (10) à Câmara de Vereadores de Ilhéus.
Por isso, “a vacinação continua seguindo o público alvo determinado pelo Ministério da Saúde e o escalonamento” definido pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB), informa a coordenação do núcleo regional da Sesab. “Os municípios que não seguirem este escalonamento estarão sujeitos a responder judicialmente”, completa.
Cláudio e Enilda procuraram o núcleo a pedido de pacientes do CAR, após reunião articulada pelo ex-vice-prefeito de Ilhéus, José Henrique Abobreira – relembre aqui. A vereadora informou ao PIMENTA que o centro atende 234 pacientes de municípios da região. Para Enilda, o ideal seria vacinar essas pessoas na clínica, com a autorização do Estado e das secretarias de saúde das cidades onde elas vivem.
De acordo com José Henrique Abobreira, que faz três sessões de hemodiálise por semana no CAR, as doses usadas poderiam ser descontadas pelas secretarias municipais. Ele considera a hipótese razoável, pois, no cômputo geral, isso exigiria poucas doses para imunizar pessoas extremamente vulneráveis ao coronavírus.

A FILA

De acordo com o Plano Estadual de Vacinação, as pessoas com doenças crônicas, inclusive os pacientes renais, serão vacinadas na terceira fase da campanha. Neste momento, a Bahia está na primeira, que contempla indígenas, idosos asilados, profissionais de saúde e idosos com 75 anos ou mais. A fase 2 será a dos idosos entre 60 e 74 anos.
Por falta de vacinas, o que atrapalha o ritmo da vacinação em todo o país, os idosos com 75 anos ainda não foram vacinados, mesmo sendo parte do grupo da primeira fase. Nesta quinta-feira (11), cidades como Ilhéus, que mantém índice alto de aplicação das doses recebidas (acima de 100% por causa das doses extras), começaram a vacinar idosos acima de 78 anos.
No total, conforme estimativa da Sesab, 3,2 milhões pessoas estão nas fases 1 e 2 na Bahia. A fase 3, dos enfermos crônicos, tem 952 mil pessoas; e a 4ª, a mais abrangente antes do início da vacinação irrestrita, 5 milhões.
Até as 17 horas desta sexta-feira (12), 649 mil moradores da Bahia receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19, sendo que 274 mil receberam também a segunda. Hoje, o governador Rui Costa (PT) fechou a compra de 9,7 milhões de doses da Sputnik V. Atualizado às 20h09.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário