Palmeiras vai contar com esquema especial para disputar o Mundial no Catar

Agora já como campeão da Copa Libertadores, o Palmeiras não vai ter descanso e já nesta semana terá de embarcar em um voo de 15 horas rumo ao compromisso mais aguardada dos últimos 20 anos. A equipe vai ao Catar para participar pela primeira vez de um Mundial de Clubes organizado pela Fifa. A estreia será na semifinal do torneio, no próximo domingo, com direito a um esquema especial de logística e cuidados. O adversário virá do confronto entre Tigres, do México, e Ulsan Hyundai, da Coreia do Sul.
Por causa da pandemia do novo coronavírus, o Palmeiras e as demais equipes estrangeiras participantes do torneio vão ter de cumprir uma série de requisitos de segurança. As delegações podem ter no máximo 55 integrantes e vão ter de cumprir o esquema chamado de "bolha". Não será permitido ter contatos próximos com qualquer outra pessoa nem visitar qualquer outro local fora estádios, hotel e centro de treinamento. Passeios, visitas de outros convidados e eventos estão proibidos.
O esquema especial montado para o torneio inclui também dar ao Palmeiras e demais times do Mundial uma dispensa do protocolo de isolamento estabelecido pelo governo do Catar. Caso isso não fosse aplicado, as delegações teriam de permanecer sete dias trancadas em um quarto de hotel sob monitoramento contínuo do Ministério da Saúde. Só depois disso os jogadores estariam liberados para sair.
Essa exigência se torna inviável porque o Palmeiras está exatamente a sete dias da estreia no Mundial. A logística de viagem será toda organizada pela Fifa, mas a tendência é o elenco viajar cerca de quatro dias antes da semifinal. Mas por medida de segurança, o elenco terá de ser testado no Brasil, embarcar em avião fretado, respeitar o isolamento obrigatório no Catar e ser submetido a novos exames frequentes.
As restrições impostas pelo governo catariano dificultam bastante a ida ao país de torcedores estrangeiros. Pelas regras, os visitantes precisam cumprir uma lista de exigências ao desembarcar. É obrigatório comprar um chip com número de celular local para se cadastrar em um aplicativo do Ministério da Saúde para informar diariamente a aparição de possíveis sintomas do coronavírus. Depois, é preciso permanecer em quarentena por sete dias em um hotel designado pelo governo.
A pandemia do novo coronavírus já impactou o Mundial ao provocar a desistência do representante da Oceania, o Auckland City, da Nova Zelândia. O time não vai mais participar por causa das regras rígidas impostas pelo governo neozelandês para quem retorna de viagens internacionais.
ADVERSÁRIO NO MUNDIAL - O Palmeiras vai conhecer na quinta-feira quem será o adversário na semifinal do Mundial de Clubes. O Tigres, do México, foi campeão das Américas Central e do Norte e vai enfrentar o Ulsan Hyundai, da Coreia do Sul, representante da Ásia. O ganhador encara o time alviverde para ver quem vai à final da competição. O grande favorito ao título é o Bayern de Munique, da Alemanha.
O Tigres desembarcou no Catar neste sábado. O Ulsan chegou ao país na sexta, junto com o Al Ahly, do Egito. O time africano enfrenta na estreia o Al Duhail, do Catar, que tem como grande estrela o atacante Dudu, ex-Palmeiras. Os dois decidem quem enfrenta o Bayern de Munique na outra semifinal.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário