MP-BA ACUSA SECRETÁRIO DE SAÚDE DE FURAR FILA DA VACINA CONTRA COVID-19

Márcio Fagundes afirma que nota técnica do Governo do Estado autorizou vacinação de secretários de saúde

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) moveu ação civil pública, na última quinta-feira (11), contra o secretário de Saúde de Igaporã, Márcio Fagundes Fernandes, acusado de improbidade administrativa por furar a fila da vacina de prevenção à Covid-19.
O gestor admite que foi imunizado, mas afirma que havia autorização expressa do Governo do Estado para que os secretários municipais fossem vacinados.
“Existe uma nota técnica, uma nota informativa na verdade, do governo do estado, datada de 3 de fevereiro de 2021, onde essa nota deixa bem claro que secretário de saúde pode tomar vacina”, disse Márcio, em entrevista à Rede Bahia.
O promotor de Justiça responsável pelo processo, Jailson Trindade Neves, afirma que o secretário do município do sudoeste baiano não faz parte dos grupos prioritários para vacinação.

Com informações do G1.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário