Lula já usa mensagens hackeadas de Moro para questionar processos

Os advogados de Lula já começaram a usar as mensagens hackeadas de Sergio Moro com procuradores da Lava Jato de Curitiba em processos judiciais.
Uma parte dos diálogos foi apresentada nesta semana na ação que apura, na 13ª Vara Federal de Curitiba, a doação, pela Odebrecht, de um terreno para a construção de nova sede do Instituto Lula.
As conversas, de acordo com a defesa do petista, mostrariam que os procuradores receberam “informalmente, de maneira clandestina e fora do processo”, informações de autoridades da Suíça contidas em sistemas de dados da empreiteira.
Elas indicariam também que o FBI e a diplomacia dos EUA colaboraram com as investigações. “E nada disso está no processo”, diz o advogado Cristiano Zanin Martins. 
Moro e os procuradores não reconhecem as mensagens e dizem que foram obtidas de forma ilegal.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário