Homem é morto a tiros após briga de casal em Itabuna; mulher diz que vítima estava abusando de sua filha de 08 anos

Na noite deste sábado (20), um homicídio ocorreu na Rua V, no bairro Monte Cristo, em Itabuna. Joab Tavares dos Santos, 44 anos, foi assassinado com diversos disparos de arma de fogo na frente da residência da mãe, por um indivíduo ainda não identificado.
Joab era pedreiro, e de acordo com informações de vizinhos e familiares, o crime aconteceu após discussão entre ele e a companheira, Vanilza Tupiná Teixeira, 25 anos.

Versão de familiares de Joab

De acordo com informações de um familiar, Joab havia chegado do trabalho, e Vanilza pediu para ele comprar cerveja. Ambos começaram a beber, e quando acabou a bebida, ela pediu mais, porém Joab teria recusado-se a comprar. Uma discussão foi iniciada a partir de então, até que mulher resolveu deixar a casa e foi para um bar.
Vanilza é natural de Campinas-SP, tem três filhos e está em Itabuna há dois cerca de dois meses. Ela estava namorando Joab desde que se conheceram, em Campinas.

Versão de Vanilza

Vanilza alega não conhecer o indivíduo que efetuou os disparos. Ela relatou ao Verdinho Itabuna que a discussão com Joab aconteceu porque ela descobriu que ele estava abusando sexualmente da filha dela de 08 anos de idade, e que isso teria sido delatado pela outra filha, de 06 anos.

Após discutir com Joab sobre este assunto, ela foi para o bar e lá começou a conversar com um homem, que resolveu levá-la até a esquina, mas eles foram vistos por Joab. Ainda de acordo com o depoimento de Vanilza, tomado por raiva e ciúmes, Joab a agrediu em via pública, com socos e pontapés.
Ela conta que até aí, o indivíduo que ela conheceu no bar e um outro rapaz apenas assistiram ela apanhar do namorado, e que ela conseguiu correr pra casa que fica ao lado da cada da sogra, e se trancar. Foi de lá que ela disse ter ouvido os disparos que ceifaram a vida de seu namorado.

Mãe e familiares de Joab ficaram revoltados e acusam Vanilza

Os familiares de Joab acusam Vanilza de ser a responsável pela morte do homem. Ela se defende e , e como não tem onde ficar com os filhos, foi levada por policiais civis para o Complexo Policial de Itabuna, para de lá, ser encaminhada a algum abrigo.
Não se sabe se Joab tinha passagens pela polícia, mas Vanilza relatou que ele já havia sido vítima de esfaqueamento, por problemas com outras pessoas. Ela também disse ao Verdinho Itabuna que não foi a primeira vez que Joab a agrediu. Até mesmo as filhas dela já foram vítimas de agressões físicas, além do suposto abuso sexual descoberto neste sábado.
A Polícia Militar foi acionada e isolou a área do crime até a chegada de uma equipe do Departamento de Polícia Técnica, que realizou perícia e remoção do corpo. A Polícia Civil investiga o caso. Leia mais AQUI
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário