Flávio Bolsonaro diz que quebra de sigilo de sua mulher prova ‘massacre’ de investigadores


O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) diz que o maior exemplo de que sofreu um “massacre” na investigação do escândalo das rachadinhas foi o período da quebra de sigilo bancário de sua mulher: 12 anos. “Somos casados há dez”, afirma ele.

Mônica Bergamo/ Folhapress
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário