Depois de ser pressionado, chefe da Olimpíada de Tóquio renuncia

O presidente do comitê organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio, o japonês Yoshiro Mori, anunciou na sexta-feira (12) sua renúncia ao cargo. O anúncio aconteceu após polêmica provocada por comentários machistas feitos por Yoshiro na semana passada.
Ex-primeiro-ministro do Japão (entre 2000 e 2001), Mori fez o anúncio durante uma reunião dos conselheiros e da diretoria executiva do órgão encarregado pelos jogos de Tóquio 2020. O encontro foi convocado para discutir as consequências dos comentários do então presidente. O sucessor não foi anunciado.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário