CASA DE EMPRESÁRIOS QUE MORRERAM POR COVID-19 É SAQUEADA


O casal de empresários que morreu de covid-19 no interior da Paraíba teve a casa arrombada e saqueada na madrugada desta quarta-feira (24), segundo informou a Polícia Civil. Os corpos do casal foram enterrados ontem no município de Cajazeiras, no sertão do estado, e causou grande comoção na cidade. O casal deixou duas filhas.
Segundo a delegada Cristiana Roberta, responsável pelas investigações do caso, foram levados equipamentos de som, equipamentos automotivos e televisores.
José Carlos de Abreu Cartaxo, de 36 anos, e Lívia Gonçalves de Abreu, 35, trabalhavam com aluguel de som — ele era conhecido como Carlinhos Paredão. Em um vídeo divulgado nas redes sociais, o irmão de Carlos mostrou a casa revirada e lamentou o furto dos equipamentos. Agora, a família faz apelo para que os responsáveis sejam localizados e presos.
No cartaz distribuído pelas redes sociais, familiares afirmam que tudo o que foi roubado pertence às filhas do casal, e lamentam que, além da dor da perda do casal, ainda tenham que enfrentar a perda material. A polícia pede que a população colabore através de denúncias anônimas e que não adquiram equipamentos semelhantes aos que foram furtados.

PERDEU O QUE DEIXOU PARA AS FILHAS

O irmão de Carlos, Cristiano Abreu, disse que a família percebeu o furto quando nesta quarta foi à casa dos empresários falecidos. “Hoje fomos na casa deles e nos deparamos com a situação lá, levaram o paredão de som. Além dele ter perdido a vida dele, perdeu o que deixou para as filhas dele. Era o único bem que deixaram para as filhas. Ele trabalhou muito para isso”, afirmou. Segundo ele, levaram tudo. “É de cortar o coração”, disse.
Abreu relatou também que toda a situação enfrentada pela família é muito dolorosa. Ele disse que a suspeita da família é que o furto foi realizado por pessoas que já conheciam a casa. As câmeras de segurança também foram levadas, segundo o irmão do empresário. “Tem máquina que não é todo mundo que tira não. Foi especialista, gente que sabia o que estava fazendo”.
O casal morreu na segunda-feira (22), no Hospital Regional de Cajazeiras, no sertão da Paraíba, onde estava internado há mais de uma semana. A situação deles se agravou e eles precisaram ser intubados. Na segunda-feira, eles morreram um após o outro com uma diferença de 20 minutos, segundo o hospital. DO UOL.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário