Brumadinho: PF aponta que perfurações feitas pela Vale provocaram desmoronamento da barragem

Uma perícia da Polícia Federal concluiu que perfurações feitas pela Vale na barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, foram o gatilho para o rompimento da estrutura. O acidente causou a morte de 270 pessoas em janeiro de 2019. Onze seguem desaparecidas.
Segundo a PF, as perfurações foram feitas com uso de uma máquina perfuratriz com injeção de água, o que dobrou a pressão na parte mais frágil da estrutura, causando o processo de liquefação — transformação do material sólido em lama. As informações foram divulgadas pelo site G1.
As perfurações verticais teriam sido iniciadas cinco dias antes do rompimento. A Vale afirma que o rompimento ocorreu por liquefação, mas que teria sido provocado devido a chuvas fortes e falta de drenagem.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário