Balanço mostra que Operação Morfeu recebeu mais de 500 denúncias

Um total de 500 denúncias relacionadas à poluição sonora. Este foi o balanço da Operação Morfeu, realizada no período de 12 a 16 de fevereiro, no que seria o feriado de Carnaval, adiado em razão da pandemia do novo coronavírus no país.
Esta ação foi coordenada pela Secretaria Municipal de Segurança e Ordem Pública, com a participação das Polícias Civil e Militar, Ministério Público, Guarda Civil Municipal, além das secretarias de Saúde; Indústria, Comércio, Emprego e Renda; fiscais da Vigilância Sanitária e da Secretaria de Transportes e Trânsito.
A finalidade da operação foi combater abusos relativos à poluição sonora e aglomerações. Foram percorridos vários bairros e o centro da cidade, com o registro de muitas ocorrências de acordo com a secretária de Segurança e Ordem Pública, Mariana Alcântara. Ela explica que esta foi a resposta mais imediata dada à população, de modo a assegurar o sossego e a tranquilidade.
“Recebemos 500 denúncias. Este foi um número absurdo. A Prefeitura não tem estrutura para atender tamanha demanda, daí a união de esforços com outras instituições da segurança pública. O volume de queixas demonstra a necessidade de a população se conscientizar e evitar festas, aglomerações e ações que propagem o novo coronovírus”, avalia a secretária.
Durante a Operação Morfeu ocorreram apreensões de veículos com som abusivo, bares foram fechados, além de drogas apreendidas. As pessoas envolvidas foram conduzidas para a delegacia. “Convido a população a fazer parte deste movimento e que denuncie qualquer aglomeração ou de som abusivo. Ligue para 153”, finaliza a secretária Mariana Alcântara.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário