Protesto contra morte de entregador de comida por aplicativo em Salvador

Motociclistas que trabalham com entrega de comida por aplicativo iniciaram um protesto na tarde de segunda-feira (11/01), na região da Federação, em Salvador. O ato, que reúne cerca de 50 trabalhadores, foi iniciado na Avenida Centenário, passou pelo Cemitério Campo Santo e segue em direção ao final de linha do Engenho Velho de Brotas.
Na noite de ontem, no Engenho Velho da Federação, um integrante da categoria foi morto por traficantes do Comando Vermelho (CV) porque estava escrito “Calabar” em sua moto. Na localidade do Calabar, onde morava Leonardo Oliveira Santos, conhecido como Léo”, 29 anos, outra facção que é responsável pela venda de entorpecentes. (Lembre o caso aqui)
Conforme apuração do Informe Baiano, o jovem foi abordado pelos marginais e explicou que não fazia parte de nenhuma facção e estava apenas trabalhando, mas mesmo assim foi alvo de tiros. Ele ainda foi socorrido pela Polícia Militar para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu aos ferimentos.
O jovem, que era bastante querido em toda região da Federação, deixa uma filha pequena e esposa. Moradores e familiares lamentaram através das redes sociais o crime bárbaro e exigem justiça. O caso é investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário