Justiça concede acesso de irmãos Vieira Lima a gravações que apuram esquema de ‘rachadinhas’

Os irmãos Lúcio e Geddel Vieira Lima Reprodução/Reprodução

A 10ª Vara Federal de Brasília concedeu permissão para que a defesa dos irmãos Geddel, Lúcio e Afrísio Vieira Lima tenham acesso às gravações que apuram a existência de um esquema de rachadinhas na Câmara dos Deputados.
De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público Federal (MPF), a família Vieira Lima se apropriava de até 80% dos salários dos secretários parlamentares com a inclusão de funcionários fantasmas. O montante supostamente desviado ultrapassa os R$ 5,2 milhões. Além dos irmãos, a matriarca da família, Marluce Vieira Lima, e ex-funcionários da Câmara também foram denunciados.
A denúncia, assinada pela ex-procuradora-geral da República Raquel Dodge, pediu que os acusados respondam por peculato com pena acrescida pelo número de vezes que o crime foi praticado, o que aponta 420 vezes no caso de Lúcio. A PGR pediu ainda para que os envolvidos devolvam aos cofres públicos o valor desviado com correção monetária.

As informações são do jornal A Tarde.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário