FESTIVAL DE CINEMA BAIANO ABRE INSCRIÇÕES PARA MOSTRAS DE FILMES E CURADORIA

Inscrições vão até o próximo dia 31

A vitrine do cinema baiano está de volta. Depois de cinco anos desde a última vez em que foi realizado, o Festival de Cinema Baiano (Feciba) promoverá sua sétima edição com uma programação inteiramente online, exibindo 50 filmes, feitos exclusivamente por realizadores baianos entre 2016 e 2021.
Para compor a grade, o festival recebe inscrições para mostras não competitivas de curtas, médias e longas-metragens até o dia 31 de janeiro. Cada realizador que tiver seu filme selecionado receberá um valor em dinheiro e participará de um dos debates propostos pelo evento.
A produção também analisa, até o próximo dia 24, currículos de pessoas interessadas em compor a curadoria desta edição. Para saber mais sobre como inscrever o seu filme ou como se candidatar à curadoria do festival, clique aqui.
Entre 15 e 26 de março, o Festival promoverá 20 lives com nomes reconhecidos do audiovisual baiano, além de quatro oficinas de formação em cinema. Todos os debates terão interpretação em Libras.
A coordenadora geral do evento, Cristiane Santana, destaca que, devido ao contexto de pandemia, houve a necessidade de adequar a programação para realizar o festival pela primeira vez num formato totalmente online e gratuito. “Esta experiência é mais um desafio que alargará o potencial dos produtos cinematográficos produzidos na Bahia. Nesse processo de reExistência, desejamos alcançar os mais diversos públicos e ensejar novos diálogos sobre os fazeres do audiovisual”, comenta.
O FECIBA é uma produção do Núcleo de Produções Artísticas (Núproart) e da Voo Audiovisual. Esta edição tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário