EQUIPE QUE TENTOU SALVAR HOMEM AFOGADO EM ILHÉUS NÃO TINHA APARELHO DE VENTILAÇÃO

Salva-vidas tenta reanimar homem afogado com respiração boca a boca

A equipe de salva-vidas que socorreu um homem na Praia do Cururupe, em Ilhéus, não tinha ambu, aparelho de ventilação mecânica usado para reanimar vítimas de parada respiratória. Morador do município de Una, Leandro Silva Costa, de 38 anos, faleceu no local. Responsável pelos salvamentos nas praias, a prefeitura ainda não se manifestou sobre o caso.
Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que um salva-vidas tentou reanimar a vítima. Ele usou uma máscara pocket para fazer a respiração boca a boca em Leandro, mas não conseguiu reanimá-lo. Essa máscara costuma ser utilizada junto com o ambu.
Na última sexta-feira (15), o PIMENTA veiculou matéria com reclamação de salva-vidas do município que cobram equipamentos de trabalho à Prefeitura de Ilhéus. O ambu foi citado. Como informamos na ocasião, seu uso é mais recomendável nesses tempos de pandemia de Covid-19, pois substitui o método de respiração boca a boca e, portanto, evita a exposição dos socorristas ao risco de contágio pelo novo coronavírus.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário