Bellintani diz que atuação contra o Sport foi 'uma vergonha' e pede autocrítica do elenco

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, criticou a atuação do time na derrota por 2 a 0 para o Sport no último domingo (24), na Ilha do Retiro, pela 32ª rodada do Brasileirão. De acordo com o dirigente tricolor, o comportamento do Tricolor em campo foi "uma vergonha" e o adversário mostrou como se deve jogar para fugir da zona de rebaixamento. O revés deixou o Esquadrão no 17º lugar, com 32 pontos.
"O que aconteceu foi uma vergonha. Um sentimento nosso de pura decepção. A gente sabe das dificuldades que a gente teve a partir dos erros que a gente teve na montagem de elenco, mas está muito longe de achar que o que a gente viu no segundo tempo é deficiência técnica. Vimos um adversário que lutou muito mais tendo jogado quinta em São Paulo, viajado na sexta e mostrado no segundo tempo como é que um time quer fazer se quer sair da zona de rebaixamento", disse.
Bellintani reiterou a análise de que o Bahia foi "apático" e apontou o impacto que cada atleta pode sofrer na carreira com um rebaixamento no currículo.
"Nosso time se olha e vê um time apático, que é o que o torcedor analisa. Não estou falando de deficiência técnica e erros na montagem do elenco. O que estou falando é como torcedor e eu como torcedor vejo como o torcedor interpreta. Um segundo tempo sem brio, sem vontade, sem alma, jogando a partida como se fosse uma qualquer e era uma das mais importantes do ano. Temos que entender como mexer com cada um para os sete jogos que faltam. Entender o que está na alma de cada um porque quando o clube sofre o que está sofrendo, o impacto não é só no futuro do Bahia. Cada atleta sofre impacto na carreira. É isso que tenho que mostrar a eles. É isso que temos que fazer, de forma muito escancarada para cada atleta que veste a camisa do Bahia hoje", indicou.
O mandatário indicou a necessidade do elenco fazer uma autocrítica e revelou uma "cobrança forte" no vestiário após a derrota no clássico nordestino.
"O trabalho até quinta-feira é mexer com isso, fazer com que eles gerem autocrítica, que eles tenham a visão de que estão aquém. Isso já começou no vestiário com uma cobrança forte entre eles, muito forte, que em outros tempos não via. Espero que essa cobrança entre eles seja um ponto de virada a partir do próximo jogo, que se a gente ganhar a gente sai da zona de rebaixamento. Isso só vai acontecer com o envolvimento de todos", finalizou.
O Bahia volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro na próxima quinta-feira (28), às 19h, contra o Corinthians, na Arena Fonte Nova. A partida é válida pela 30ª rodada.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário